quarta-feira, 23 set 2020
Publicidade

Cebrapaz condena “atentado terrorista do Governo Trump”

O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) emitiu nota neste sábado criticando a ação militar comandada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contra o general Qasem Soleimani, comandante da Força Al Quds, unidade especial da Guarda Revolucionária do Irã. Segundo a organização, o ataque compromete a paz e a segurança no mundo.

“O ataque ordenado por Trump foi uma ação criminosa, configurando uma linha de continuidade com o que fizeram seus antecessores. Tal como um dos ex-chefes da Casa Branca, George W. Bush, praticou a chamada guerra preventiva, o atual governante dos Estados Unidos executa os assassinatos preventivos, matando dirigentes de outros países”, diz trecho da nota.

A organização considera ainda que “o ataque terrorista dos Estados Unidos contra o Iraque e o Irã, Estados nacionais soberanos, membros plenos da Organização das Nações Unidas, compromete a paz e a segurança no mundo, aumenta a instabilidade, acende conflitos com potencial de se transformar em incontroláveis e generalizadas conflagrações”.

A posição adotada pelo governo do presidente Jair Bolsonaro também foi rechaçada. “Ao alinhar-se com a prática de crimes do imperialismo e com sua estratégia terrorista e belicista, Bolsonaro e seu Ministério das Relações Exteriores se afastam da posição que a diplomacia brasileira tem defendido ao longo da sua história de propugnar a paz, e violam a Constituição Federal, que obriga o Brasil a defender a autodeterminação das nações e a solução pacífica dos conflitos internacionais”, afirma.

Confira aqui a nota na íntegra

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.