Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de Maio de 2019, 10h14

Coordenador de partido espanhol de ultra-direita renuncia após tutorial sobre “boa noite, Cinderela”

Luiz Mántaras, do partido Vox, protagonizou vídeo sobre como utilizar as sementes de uma fruta chamada “burundanga” para drogar mulheres e logo abusar sexualmente delas

Luiz Mántaras no vídeo (Reprodução/ Youtube)

Luis Mántaras, agora ex-coordenador regional do Vox (partido que representa a ultradireita espanhola) na região de Huelva, renunciou ao seu cargo nesta terça-feira (28), após a divulgação de um antigo vídeo onde ele faz um tutorial sobre como utilizar as sementes de uma fruta chamada “burundanga” para drogar mulheres e logo abusar sexualmente delas. O método também é conhecido como “boa noite, Cinderela”, um crime que consiste em drogar uma vítima para roubá-la ou estuprá-la.

Segundo o site espanhol La Información, o fruto conhecido no país como burundanga possui sementes de efeito alucinógeno que “anula a força de vontade da vítima em poucos minutos, deixando-a hipnotizada e à mercê do seu agressor”.

No vídeo, que começou a ser difundido nas redes sociais durante o fim de semana e se tornou uma das principais tendências na Espanha, Mántaras começa dizendo que “a maconha vocês já conhecem, a cocaína vocês já conhecem, já conhecem de tudo, mas a burundanga é diferente, ela tem uma semente, que você come, e aí tá ferrado”. Logo, continua dizendo que “isso você dá a uma garota e elas piram, sei lá, ficam loucas”. No final, ele diz que “para os caras que quiser aproveitar para ter aquilo que nunca tiveram, eu posso facilitar”.

 

 

Antes de renunciar, Mántaras explicou, em vídeo para o seu perfil pessoal de Facebook, que sua decisão visava “evitar um desgaste gratuito e desnecessário” para o seu partido”, e afirmou que “entendo que o Vox agora inicia uma nova etapa, e sinto que cumpri o meu dever com o realizado até agora, ao deixar uma base sólida para encarar os desafios que virão”.

Sobre o conteúdo do vídeo, o líder de extrema-direita descreveu apenas como “uma piada de mal gosto, privada e antiga, usada com intenções políticas, e que infelizmente acabou manchando o trabalho que eu vinha realizando agora”. Também assegurou que iniciará um processo na Justiça espanhola contra aqueles que difundiram o vídeo “com a intenção de prejudicar a mim e à minha família”.

Com informações do Público e El Periódico


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum