sábado, 24 out 2020
Publicidade

Debate nos EUA: Trump acusa Biden de “fazer um acordo com o socialista Sanders”

Atual presidente afirmou que seu adversário “ganhou por muito pouco nas primárias” (não é verdade) e que por isso “pactou com a esquerda um programa em comum para implementar o socialismo no país”

O primeiro debate da campanha presidencial dos Estados Unidos, entre Joe Biden (Partido Democrata) e Donald Trump (Partido Republicano), nesta terça-feira (29) teve um primeiro bloco marcado por confusão, interrupções entre ambos (mas principalmente por parte de Trump) e uma acusação: a de que Biden teria feito um pacto com Bernie Sanders para “implementar o socialismo nos Estados Unidos”.

Após pergunta do moderador (o jornalista Chris Wallace da Fox News) sobre o sistema de saúde dos Estados Unidos, Trump afirmou que acabou com o programa criado por Barack Obama (conhecido como “Obamacare”) porque seria “o início do socialismo nos Estados Unidos”. Em seguida, disse que se Biden vencesse as eleições “reiniciaria esse plano, devido a um acordo que fez com o socialista Bernie Sanders”.

Biden respondeu dizendo que “jamais fez acordo programático” com Sanders”, mas logo foi interrompido por Trump, que afirmou que o democrata “teve que fazer um pacto com a esquerda, porque ganhou as primárias por muito pouco, e teve que pactuar com a esquerda um programa em comum para implementar o socialismo no país”. A informação não é verdadeira. A vantagem de Biden sobre Sanders foi de mais de 15%.

Em meio a interrupções mútuas, Biden insistiu em que jamais fez acordo com Sanders, enquanto Trump disse que ele “acabava de perder os votos da esquerda”.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).