Depois de taxação de grandes fortunas, Fernández dá aumento aos aposentados na Argentina

Presidente de esquerda explicou que se trata de uma correção, para que os valores se mantenham acima da inflação, e que esta, assim como o novo imposto, “são o ponto de partida de uma Argentina mais solidária”

O recém aprovado imposto sobre grandes fortunas não foi a única novidade para o povo argentino nesta semana. Na noite de quarta-feira (18), o presidente Alberto Fernández deu uma entrevista para falar da nova taxação, mas acabou tirando uma nova notícia da manga: anunciou um aumento das aposentadorias para o mês de dezembro.

Segundo o mandatário, representante do setor mais progressista do peronismo, a medida visa uma “correção do valor das aposentadorias, para que se mantenham acima da inflação acumulada durante o ano”.

“Temos consciência que é algo que precisamos fazer, e que está sendo preparada para que favoreça todos os aposentados”, comentou Fernández.

A respeito do imposto sobre grandes fortunas, o presidente argentino aproveitou o anúncio do aumento das aposentadorias para analisar as duas medidas conjuntamente. “São o ponto de partida para uma Argentina mais solidária, com a contribuição daqueles que têm mais, para aqueles que mais precisam”, acrescentou.

Fernández também respondeu às ameaças da oposição de acusá-lo por supostas infrações às normas constitucionais no projeto de imposto sobre grandes fortunas, dizendo que a própria tramitação do projeto, que passou pela Comissão de Constituição e Justiça do Congresso, garante que não houve tal problema.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).