Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de dezembro de 2019, 08h58

Discurso histórico de Che Guevara na ONU faz 55 anos e revela cenário que persiste na América Latina

Ícone da Revolução Cubana, Che Guevara lembrou ao mundo da importância da luta contra o imperialismo, reafirmando o papel dos pobres na condução da história da América Latina

Reprodução

No dia 11 de dezembro de 1964, um dos principais ícones da Revolução Cubana, Ernesto Che Guevara, fazia um discurso histórico na sede das Nações Unidas, em Nova York. O pronunciamento do líder argentino ecoou no mundo todo e, até hoje, é visto como referência para entender o cenário político e social da América Latina.

“A história terá que contar com os pobres da América Latina, que decidiram reescrevê-la para sempre”, disse o revolucionário, enquanto repassava ao público presente, de forma crítica e complexa, o cenário internacional daquele ano. Em seu discurso, Che Guevara também defendeu a soberania de Cuba e disse que os países caribenhos estavam unidos na luta contra o imperialismo e neocolonialismo.

Na época, o revolucionário representava a delegação cubana na ONU como ministro das Indústrias. Na ocasião, ele também aproveitou para denunciar os perigos da intervenção arbitrária dos Estados Unidos nas nações soberanas. “Enquanto os povos economicamente dependentes não se libertarem dos mercados capitalistas e, em bloqueio com os países socialistas, impuserem nossas relações entre exploradores e explorados, não haverá desenvolvimento econômico sólido”, reafirmou.

O discurso de Che Guevara na ONU se mantém atual, principalmente por ter como foco a luta dos povos, em especial minorias, contra toda forma de imperialismo. “Porque esta grande humanidade disse ‘basta!’ E sua marcha, de gigantes, não vai mais parar até que ela conquiste a verdadeira independência pela qual tantos já morreram inutilmente mais de uma vez”, afirmou.

Confira trecho do discurso:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum