Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
17 de dezembro de 2019, 20h50

Donald Trump acusa adversários que querem seu impeachment de “abuso de poder”

Na véspera da primeira votação pelo seu impeachment, o presidente norte-americano ataca os adversários. Pedido deve ser acolhido na Casa dos Representantes, de maioria Democrata, mas rejeitado no Senado, de controle Republicano.

Foto: Gage Skidmore/WikiCommons

Nessa terça-feira, 17, a Casa Branca emitiu um comunicado de seis páginas endereçado à congressista Nancy Pelosi, presidente da Casa dos Representantes em que se votará a primeira rodada do impeachment, afirmando que os parlamentares adversários, do Partido Democrata, abusam de poder.

“Esse impeachment representa um abuso de poder pelos legisladores Democratas sem precedentes e insconstitucional, algo sem igual em quase dois séculos e meio da história legislativa americana […] Ao procederem com esse impeachment inválido, você está violando os seus juramentos ao tomar posse do cargo, você está quebrando seu compromisso com a Constituição, e você está declarando guerra à democracia americana”, lê-se no texto.

Coincidentemente ou não, essas são quase as mesmas acusações que pendem sobre o presidente norte-americano.

O pedido de impeachment de Trump baseia-se em dois artigos: abuso de poder e obstrução do Congresso. Trump é acusado de chantagear o governo ucraniano a investigar Joe Biden, ex-vice-presidente de Barack Obama e atual candidato à presidência, retendo um aporte financeiro e auxílio militar ao país do leste europeu. Em muitas análises, Biden é tido como o favorito a vencer as primárias do Partido Democrata e disputar a presidência com Trump.

Na segunda-feira, 16, um painel da Câmara nos EUA liberou um relatório de 650 páginas, em que detalhavam as razões pelas quais Trump é acusado de “trair o país ao abusar de sua posição para obrigar um país estrangeiro a corromper as eleições democráticas”.

Na votação dessa quarta-feira é muito provável que se aceite o pedido de impeachment de Trump, uma vez que os Democratas controlam a Casa e basta uma maioria simples para tal. O mesmo não deve ocorrer no Senado, controlado pelo Partido Republicano, e onde será necessário que dois terços entre os 100 senadores corroborem com a Casa dos Representantes.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum