Fórumcast, o podcast da Fórum
30 de março de 2019, 17h42

Eduardo Bolsonaro desiste de acompanhar visita presidencial a Israel

Nome dele chegou a constar da lista de autoridades

Foto: Agência Câmara

Por Pedro Moreira, de Jerusalém, especial para a Fórum

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), não vai mais acompanhar a comitiva do pai durante a visita oficial de quatro dias que Jair Bolsonaro fará a Israel a partir deste domingo (31).

O nome do deputado constava da lista de autoridades que viajariam com o Presidente, mas ele desistiu. Informaram integrantes da comitiva que já está em Jerusalém desde a semana passada cuidando dos preparativos da chegada de Jair Bolsonaro.

A Fórum está fazendo uma cobertura exclusiva da viagem do presidente Jair Bolsonaro a Jerusalém e precisa do seu apoio. Clique aqui e saiba como ajudar

Eduardo Bolsonaro é presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara. E acompanhou o pai nas três viagens internacionais anteriores: Estados Unidos, Chile e Suíça.

Em novembro, durante uma visita aos Estados Unidos, o deputado chegou a confirmar que a embaixada brasileira iria ser transferida para Jerusalém. “A questão não é perguntar se vai, é perguntar quando vai”, disse à época.

Em seu perfil no Twitter, são frequentes as postagens em favor de Israel. Nesse sábado, o deputado retuitou (compartilhou) uma postagem que dizia: “Enquanto o Brasil não tem sequer um prêmio Nobel, o recém fundado Israel (1948) possui 10 agraciados em diferentes áreas. Este pequeno país pode trazer alianças importantes na área agrícola (Seca do Nordeste), aeroespacial (Alcântara) e militar”.

A Fórum está fazendo uma cobertura exclusiva da viagem do presidente Jair Bolsonaro a Jerusalém e precisa do seu apoio. Clique aqui e saiba como ajudar

Horas antes, ele também havia compartilhado uma postagem em inglês do Exército israelense sobre os protestos na Faixa de Gaza ao longo da fronteira com Israel. A postagem dizia que “40 mil desordeiros violentos em Gaza, alguns armados com facas, explosivos e granadas, estão tentando romper a fronteira de Israel e alcançar as famílias israelenses do outro lado da cerca. Se nossos soldados não estivessem lá, eles poderiam.”

Sobre a postagem, Bolsonaro perguntou: “E se fosse o contrário? Como seria a repercussão?”

Na viagem aos Estados Unidos, Eduardo Bolsonaro teria sido o pivô de um mal-estar com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. O deputado participou de uma reunião entre os Presidentes Jair Bolsonaro (Brasil) e Donald Trump (Estados Unidos) no Salão Oval da Casa Branca, o gabinete do chefe do Executivo americano. Não havia previsão de que outras pessoas estariam no encontro, além dos dois mandatários e tradutores. A presença do filho do presidente teria irritado o chanceler, que teria se sentido preterido, conforme relatou reportagem da época.

A reportagem da Fórum tentou contatar a assessoria de imprensa do deputado, mas não obteve resposta.

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum