sexta-feira, 23 out 2020
Publicidade

FBI prende milícia de homens brancos que planejava raptar governadora democrata de Michigan

A milícia tramava uma ação coordenada para a derrubada de governos estaduais "que eles acreditavam estar violando a Constituição dos EUA"

O Departamento Federal de Investigação – FBI, na sigla em inglês – dos Estados Unidos prendeu nesta quinta-feira (8) uma milícia formada em sua maiora por homens brancos que tramavam o sequestro e a derrubada da governadora democrata de Michigan, Gretchen Whitmer.

Segundo a BBC, a democrata se tornou alvo de negacionistas do coronavírus depois de promulgar medidas de contenção da doença, que foram derrubadas pela justiça na última semana.

Ao menos seis homens foram presos. Eles planejavam fazer um “julgamento por traição” da governadora. Além disso, a milícia tramava uma ação coordenada para a derrubada de governos estaduais “que eles acreditavam estar violando a Constituição dos EUA”.

Entre os presos estão Adam Fox, Barry Croft, Kaleb Franks, Daniel Harris, Brandon Casert e Ty Garbin. “Vários membros falaram em assassinar ‘tiranos’ ou ‘tomar’ um governador em exercício”, diz a investigação.

A milícia planejava reunir cerca de “200 homens” para invadir a sede do governo estadual e fazer reféns antes das eleições presidenciais de novembro. Eles também planejavam ataques com coquetéis molotov contra policiais e compraram explosivos e equipamento tático.

A procuradora-geral de Michigan, Dana Nessel, disse que, além das acusações de sequestro, vários membros da milícia “Wolverine watchmen” serão acusados ​​de afiliação a gangues e de apoio material a terroristas.

Plinio Teodoro
Plinio Teodoro
Plínio Teodoro Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.