Fórumcast #19
20 de março de 2019, 10h53

Em vídeo, ministra da Justiça de Israel diz que, para ela, “fascismo cheira à democracia”

De extrema-direita religiosa, Ayelet Shaked é criticada por promover vídeo com “perfume do fascismo”

Vídeo de ministra da Justiça de Israel é alvo de críticas (Reprodução)

Às vésperas das eleições legislativas em Israel, a ministra da Justiça Ayelet Shaked promoveu vídeo em que figura como modelo para um fictício perfume de luxo de nome “Fascismo”, com o intuito de provocar críticos e opositores do campo progressista.

Ela é considerada a número 2 do Lar Judaico, partido da direita religiosa nacionalista.

Em preto e branco e câmera lenta, além de sua imagem, ela empresta a voz para, de forma sensual, narrar “valores” que supostamente norteiam seu discurso político e, na campanha publicitária, são apresentados como ingredientes do perfume: revolução judicial, restrição ao ativismo, indicação de juízes, governança, separação de poderes e restrições à Suprema Corte.

Ao fim, quando reiterado o Fascismo como o nome da fragrância, Shaked olha para a câmera e, ironicamente, diz: “Cheira à democracia para mim”.

A ousadia e a ausência de constrangimento da ministra em, mesmo que debochadamente, se associar ao fascismo surpreendeu, repercutindo, no New York Times.  Reportagem do jornal norte-americano ponderou que a campanha faria sentido se partisse da esquerda, em tom crítico.

Veja também:  Lei sobre abuso de autoridade é chamada de Cancellier, nome de reitor morto na Lava Jato

Assista ao vídeo


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum