O que o brasileiro pensa?
10 de julho de 2020, 14h56

Erradicação do coronavírus é “improvável”, diz OMS ao anunciar novo recorde de contaminados no mundo

A grande preocupação para o diretor da organização, Michael Ryan, é com Brasil e México, que abrem a economia, apesar do elevado número de casos e mortes por dia

Michael Ryan - Foto: Reprodução/Periscope

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu que a erradicação da Covid-19 é hoje “improvável”. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (10), durante a divulgação de que há 12 milhões de casos da doença no mundo, com o novo recorde de 224 mil novos infectados em 24 horas.

A OMS, no entanto, crê que ainda exista a possibilidade de que governos controlem a transmissão. Durante coletiva, a OMS destacou que governos estão reabrindo suas economias, mesmo diante de uma intensa transmissão da doença. Por isso, aumenta o perigo desses países terem de enfrentar “situações difíceis”, de acordo com informações da coluna de Jamil Chade, no UOL.

O diretor de operações da agência, Michael Ryan, disse que a volta de casos em países que flexibilizaram o isolamento social “era esperado”.

“Uma vez que os confinamentos terminaram, havia um risco de voltar onde o vírus está presente”, declarou Ryan. “Em nosso contexto, é improvável que vamos conseguir erradicar ou eliminar o vírus”.

A grande preocupação, no momento, segundo Ryan, é com países como Brasil e México, que começam a abrir suas economias, mesmo com elevados números de casos e mortes por dia e um sistema de testes precário.

O risco, de acordo com ele, é de que esses países voltem ao ponto que estavam em fevereiro e março, desfazendo tudo que as quarentenas conseguiram.

Novo confinamento

Na avaliação da OMS, os governos precisam admitir a possibilidade de confinar novamente as pessoas. “Em alguns casos, essa pode ser a única solução”, reconheceu.

Ryan destacou, também, a necessidade de que governos sejam “honestos” com suas populações, a respeito dos perigos da doença. Além disso, as informações corretas precisam ser repassadas ao povo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum