Escândalo na França: ex-presidente Sarkozy fura fila de vacinação

Um dos líderes da direita em seu país, o político de 66 anos recebeu as duas doses em janeiro, quando apenas idosos a partir de 75 anos tinham direito à imunização

Esta quinta-feira (18) foi marcada por um escândalo na França, devido a uma matéria da revista L’Express revelando que o ex-presidente francês Nicolás Sarkozy furou a fila da vacinação contra covid-19.

Segundo a matéria, o político – que governou a França entre os anos de 2007 e 2012 – tomou as duas doses em diferentes datas de janeiro, em visitas secretas ao Hospital Militar de Percy, em Paris.

O problema é que, nesse mesmo período, a campanha estava imunizando apenas idosos a partir de 75 anos, e o político tem 66 anos, portanto, não teria direito a ser vacinado naquele momento.

A mesma revista L’Express contou que o ex-presidente François Hollande, que também tem 66 anos, ainda não foi vacinado.

A imprensa francesa afirma que, por enquanto, a assessoria de imprensa de Sarkozy não emitiu nenhum comunicado a respeito do caso.

No entanto, a rádio France Info – de linha editorial favorável ao ex-presidente – justificou o privilégio a Sarkozy pelo fato de que ele teria alguma doença crônica que o tornaria mais vulnerável em caso de contágio pelo coronavírus, mas não especificou qual seria essa doença.

Por sua parte, o socialista Hollande não deixou o caso passar batido e comunicou, através de sua assessoria, que irá esperar a sua vez de ser vacinado.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR