O que o brasileiro pensa?
27 de março de 2020, 18h49

Espanha copia Venezuela e proíbe despedir trabalhadores durante quarentena

O socialista Pedro Sánchez decretou, nesta sexta, medida semelhante à que o também socialista Nicolás Maduro tomou na segunda-feira

Pedro Sánchez - Foto: PSOE

O presidente espanhol Pedro Sánchez assinou nesta sexta-feira (27) um decreto que proíbe o Estado e as empresas de despedir trabalhadores durante a crise do coronavírus. A medida visa conter as consequências sociais da pandemia.

O decreto foi apresentado ao país em entrevista da ministra do Trabalho, Yolanda Días. “Não se pode aceitar que se pretenda priorizar os interesses pessoas em uma pandemia como está, ninguém vai tirar vantagem do covid-19 para demitir”, disse ela, em coletiva realizada minutos após a reunião do conselho de ministros da qual surgiu o decreto.

A proibição entrou em vigor imediatamente. Além dessa medida, o governo de Sánchez também prepara anúncios mais específicos para ajudar pequenas e médias empresas que ficarão sem faturamento nas próximas semanas.

“Não é necessário demitir ninguém em nosso país, estamos estudando medidas que beneficiem todos os afetados por esta situação excepcional, mas que é necessária. Ninguém ficará para trás”, garantiu a ministra Díaz.

A medida do governo socialista da Espanha acontece quatro dias depois que Nicolás Maduro anunciou medida similar na Venezuela.

Contudo, o governo chavista foi além, e também assumiu os salários dos trabalhadores dos setores público e privado durante 6 meses, para que estes fiquem em casa durante a quarentena.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum