Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
19 de dezembro de 2019, 10h04

Estudantes negros de medicina postam foto em antiga fazenda de escravos: “A resiliência está no nosso DNA”

"Somos os sonhos mais ferozes dos nossos antepassados", escreveu uma das estudantes nas redes sociais

Estudantes negros de Medicina, nos Estados Unidos (Reprodução/Instagram)

Estudantes negros da Faculdade de Medicina da Universidade de Tulane, em Louisiana, nos Estados Unidos, publicaram uma sequência de fotos nesta semana em frente a uma antiga fazenda de escravos do Estado. No registro, os futuros médicos aparecem vestindo jalecos e com punhos erguidos, um dos símbolos da luta antirracista.

Atualmente, a antiga fazenda de cana-de-açúcar abriga o museu “Whitney Plantation”, cujo principal objetivo é conscientizar os visitantes sobre os anos de escravidão que ocorreram no local.
“Somos os sonhos mais ferozes dos nossos antepassados”, escreveu a estudante Sydney Labat, ao publicar as fotos no Instagram. “Como médicos em treinamento, estávamos nos degraus do que antes era o local de escravos para nossos ancestrais. Essa foi uma experiência tão poderosa e me levou às lágrimas. Para os negros que seguem uma carreira na medicina, continuem. Para toda a nossa comunidade, continuem se esforçando. A resiliência está no nosso DNA”.
Em entrevista à People, o estudante Russell Ledet, responsável por reunir os colegas para foto, contou que a ideia surgiu após uma conversa com a filha, de 8 anos. “Minha filha de 8 anos disse: ‘Pai, significa muito ser um médico negro na América. Se você pensa sobre onde começamos … chegamos longe”, disse. “Para nós, a luta na faculdade de medicina é real. Todos nós seremos médicos, mas, além disso, todos nós seremos médicos negros”, continuou.
Confira:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum