Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
10 de fevereiro de 2020, 20h50

EUA confirmam que 109 militares sofreram lesões cerebrais traumáticas após ataque do Irã

Segundo o Departamento de Defesa, 76 dos afetados já regressaram às atividades que haviam abandonado por conta dos problemas de saúde causados pelo ataque do dia 8 de janeiro.

Reprodução/Al Hadath

Um comunicado publicado nesta segunda-feira (10) pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos confirmou que 109 militares desse país sofreram lesões cerebrais traumáticas como consequência do ataque realizado pelo Irão à base aérea de Al Asad, quartel-general das forças estadunidenses no Iraque, no dia 8 de janeiro.

A informação já era debatida na imprensa local, mas alguns meios se negavam a confirmá-la, e até mesmo o presidente Donald Trump tentou minimizar o fato.

A nota também informa que entre os afetados pelo ataque iraniano, 76 já apresentam uma recuperação física, a ponto de permitir seu retorno a suas atividades. Os demais continuam em observação, e alguns foram levados de volta aos Estados Unidos.

“Esta é uma informação de momento, e com o tempo esses números podem mudar. Continuaremos atualizando as notícias sobre esta situação conforme elas aconteçam”, afirma o comunicado.

O ataque com mísseis contra a base de Al Asad foi uma resposta do Irã ao assassinato do general Qassem Soleimani e outras 11 pessoas – todas ligadas a movimentos em favor da retirada do exército norte-americano do Iraque – em um bombardeio estadunidense autorizado pelo presidente Donaldo Trump.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum