Fórum Educação
12 de dezembro de 2019, 14h01

Evo Morales chega a Argentina para viver como refugiado

Evo viverá com os dois filhos de Morales, Evaliz e Alvaro, que estão desde o dia 23 de novembro na Argentina. Pelas redes sociais, ele agradeceu ao presidente e ao povo mexicano por terem salvo sua vida

Evo Morales - Foto: Bolívia TV

Dois dias após a posse do progressista Alberto Fernández na presidência da Argentina, o ex-presidente boliviano Evo Morales desembarcou em Buenos Aires acompanhado pelo ex-vice-presidente Álvaro García Linera, pela ex-ministra Gabriela Montaño e pelo ex-embaixador da Bolívia na Organização dos Estados Americanos (OEA).

Asilados no México desde o golpe de Estado na Bolívia, eles agora viverão como refugiados na Argentina. Pelas redes sociais, Evo agradeceu ao presidente mexicano Lopez Obrador e ao povo “por salvar a minha vida e me proteger”. “Eu me senti em casa com as irmãs e irmãos mexicanos por um mês”.

“Agora cheguei na Argentina, para continuar lutando pelos mais humildes e unir a #PatriaGrande, estou forte e animado. Agradeço ao México e à Argentina por todo o apoio e solidariedade”, tuitou o boliviano.

Em declaração ao canal de notícias TN, o chanceler argentino Felipe Solá, informou que Morales ficará no país na condição de refugiado. “Ele vem para ficar na Argentina, onde entra na condição de asilado e depois passará a ter a de refugiado”, disse.

Dois filhos de Morales, Evaliz e Alvaro, estão desde o dia 23 de novembro na Argentina, onde vive a maior comunidade boliviana fora do país. Após chegarem em Buenos Aires, os filhos de Morales receberam a visita de Alberto Fernández, que colaborou na operação para tirar o ex-presidente da Bolívia e viabilizar sua instalação inicial no México.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum