O que o brasileiro pensa?
22 de junho de 2020, 20h16

Ex-assessor revela em livro que Trump faz pouco caso da submissão de Bolsonaro

Obra de John Bolton conta que o presidente estadunidense considera que o Brasil “é um assunto irrelevante”, e que a subserviência do governo atual o torna menos importante que outros temas geopolíticos

Charge de Latuff Reprodução

Um dos temas mais importantes nos Estados Unidos nos últimos meses é o livro de John Bolton, o ex-assessor de Segurança Nacional do presidente Donald Trump, que revela alguns segredos do magnata e atual inquilino da Casa Branca.

Segundo o jornalista Kennedy Alencar, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro, que se considera aliado estratégico do colega estadunidense, na verdade é visto em Washington como um personagem de menor importância.

O livro “The Room Where it Happened” (ou “O Salão Onde Aconteceu”) narra o período de pouco menos de um ano e meio em que Bolton foi um dos principais assessores de política internacional de Trump. No entanto, o Brasil só é citado 13 vezes na obra, e Jair Bolsonaro ainda menos: Bolsonaro, apenas 3 vezes.

Além disso, em algumas passagens, o Brasil é referido quase como um aliado “automático”, dando a entender que a submissão demonstrada pelo governo de faz com que o país se torne “um assunto irrelevante”.

Como comparativo, a Venezuela apareceu em 347 citações, e o nome de Nicolás Maduro foi reproduzido 196 vezes. Outro país com destaque foi a China, mencionada 365 vezes, e cujo presidente, Xi Jinping, foi lembrado em 90 passagens do texto.

Segundo Alencar, em texto publicado em seu blog, “basta fazer uma busca no livro de Bolton para ver que a parceria estratégica entre o Brasil e os Estados é uma mentira vendida pelo despreparado Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores. A subserviência de Bolsonaro a Trump não atende aos interesses do Brasil”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum