Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
28 de novembro de 2019, 11h39

Ex-militar que se definia como “pior que Bolsonaro” e ameaçava matar Mujica é preso no Uruguai

Antes de ser preso, no entanto, o militar "linha dura" Carlos Techera disse que se equivocou e pediu desculpas pelas ameaças

Carlos Techera (Reprodução)

O militar da reserva Carlos Techera, que se definia como “pior que Bolsonaro”, foi preso na manhã desta quarta-feira (27) por divulgar um vídeo nas redes sociais com ameaças de morte o ex-presidente José ‘Pepe’ Mujica, eleito senador, o atual presidente Tabaré Vázquez e o candidato da Frente Ampla (FA), Daniel Martínez.

Na mensagem, publicada no dia 24 de novembro, Techera chama Mujica e Martínez de “idiotas” e diz que eles vão perder as eleições.

“Se eles cometerem o errode tentar contra a segurança [do candidato de direita] Lacalle Pou ou contra as instituições do país ou a constituição da República por perderem as eleições, não terão o mesmo destino de 73”, ameaçou, fazendo referência ao ano em que foi implantada a ditadura militar no país. “Desta vez, eles não saem vivos”, reiterou Techera.

Antes de ser preso, no entanto, o militar “linha dura” disse que se equivocou. ““Me equivoquei e estou reconhecendo. Que mais vão querer fazer comigo? Uma carniçaria?”, disse em novo vídeo publicado nas redes sociais.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum