Fórum Educação
04 de abril de 2020, 12h05

Exclusivo à Fórum: Evo Morales chama de “Golpe do Lítio” o que viveu na Bolívia

Em entrevista exclusiva ao vivo com a Revista Fórum, presidente deposto no golpe acusa Estados Unidos de não aceitar projeto boliviano de industrialização do lítio

Evo Morales - Foto: Reprodução/Twitter

A Revista Fórum realizou neste sábado (4) uma entrevista exclusiva com Evo Morales, ex-presidente da Bolívia, desposto no golpe de Estado de 10 de novembro de 2019. Segundo o líder socialista, a ação que terminou com seu mandato foi “um golpe ao índio, ao modelo econômico e um golpe ao lítio”.

Segundo Morales, “o golpe ao lítio é porque temos as maiores reservas de lítio do mundo, maiores que as do Chile e da Argentina, e tínhamos um projeto de industrialização do lítio por conta própria, e os Estados Unidos não perdoaram essa nossa política. Estávamos experimentando já com plantas piloto para fabricação de baterias de lítio e outros produtos com valor agregado. Assim, poderíamos ter mais soberania na hora de definir o preço internacional do produto”.

Em seguida, disse que “o golpe ao modelo econômico é porque nós demonstramos que outra Bolívia é possível. Durante meus 13 anos de mandato, em 6 a Bolívia teve o maior crescimento da América Latina, e isso sem o apoio de organismos financeiros, como o FMI (Fundo Monetário Internacional). Nosso governo provou que uma outra Bolívia é possível, com um projeto de desenvolvimento social”.

Finalmente, explicou que “o golpe é ao índio porque é baseado em políticas racistas fascistas do passado, com o claro apoio dos Estados Unidos. Os golpistas foram estimulados por uma consigna de `morte ao índio´, `morte a Evo´, morte aos símbolos das comunidades camponesas e povos originários da Bolívia”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum