Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
27 de novembro de 2019, 08h24

Extrema-direita da Hungria quer que Bolsonaro financie cristãos na Síria, Iraque ou Líbano

O objetivo do governo Viktor Orban é evitar que cristãos de comunidades no oriente deixem seus países de origem em direção à Europa, furando as barreiras imigratórias implementadas pela extrema-direita na região, como ocorre na própria Hungria

Bolsonaro com o primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán (Reprodução)

Reportagem de Jamil Chade, no portal Uol nesta quarta-feira (27), revela que o governo de extrema-direita de Viktor Orbán na Hungria propôs ao chanceler brasileiro Ernesto Araújo que o governo Jair Bolsonaro financie comunidades cristãs no oriente que estariam sendo ameaçadas por islâmicos.

O objetivo de Orban, na realidade, é evitar que cristãos de países como íria, Iraque ou Líbano – que foram oferecidos ao governo brasileiro para financiamento – deixem seus países de origem em direção à Europa, furando as barreiras imigratórias implementadas por governos de direita na região, como ocorre na própria Hungria.

“Na Hungria, há um sentimento contra a imigração e pela proteção de cristianismo. A Hungria está na rota da invasão islâmica e precisamos nos proteger. Temos o direito de proteger nossa cultura”, disse Orbán, em discurso próximo ao de membros do governo brasileiro.

O Itamaraty confirmou que o tema foi alvo de uma conversa entre os dois governos. Mas indicou que não existe ainda uma definição. Araújo foi o primeiro chanceler brasileiro a visitar a Hungria. Além dele, Eduardo Bolsonaro e Damares Alves também se encontraram com membros do governo húngaro.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum