Fórumcast #20
13 de agosto de 2019, 18h41

Filho de Alberto Fernández faz sucesso como drag na Argentina

Enquanto no Brasil os filhos de Bolsonaro constroem uma carreira política arrastados pelo pai, o filho do presidenciável argentino é aclamado como Dyhzy

Reprodução/Instagram

Enquanto os três filhos mais velhos do presidente Jair Bolsonaro mantém uma carreira ligada à política por influência do pai, o filho do candidato à presidência da Argentina Alberto Fernández, Estanislao Fernández, é famoso na cena de Buenos Aires por suas performances como a drag Dyhzy.

Dyhzy, que começou a se montar como cosplayer de desenhos japoneses, ganhou os holofotes logo quando Alberto foi anunciado como candidato na chapa da ex-presidenta Cristina Kirchner. Em entrevista ao canal “TodoNotícias”, em junho, chegou a dizer que “não era nem kirchnerista, nem peronista”, apesar de considerar Cristina e o ex-presidente Néstor Kirchner como “tios”.

Alberto foi chefe de gabinete tanto de Néstor quanto da sua atual companheira de chapa e mantinha uma relação bem próxima com os K. Apesar de ter rompido com Cristina, nunca se afastou do peronismo e resolveu se reconciliar com Cristina para criar uma unidade capaz de derrotar Macri. Os resultados das eleições prévias, no domingo, mostram que a parceria parece estar dando certo.

Veja também:  Com nove advogados, PSB vai ao STF para anular decisões que mantêm Lula preso

Apesar de fugir do rótulo de peronista e de não se envolver no processo eleitoral, Dyhzy embarcou na campanha nos últimos dias. Pelo Twitter, critica o atual governo, ironiza o preço do dólar, que teria disparado por causa de Alberto, e responde a detratores que o atacam por ser LGBT.

Pela rede social, publicou uma mensagem comemorando o resultado obtido por seu pai (“V O L V E M O S”, em português, voltamos) e ainda vitória eleitoral de Axel Kicillof, candidato kirchnerista ao governo da província de Buenos Aires, que obteve 52% dos votos nas prévias.

Estanislao esteve no palanque da Frente de Todos durante o discurso de Alberto. O presidenciável dedicou a vitória ao futuro da Argentina, principalmente aos jovens do país e ao seu filho. Dyhzy chegou a fechar sua conta no Instagram por conta de ataques homofóbicos.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum