Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
09 de dezembro de 2019, 11h00

“Finalmente mulheres como eu podem saber que somos bonitas”, afirma Miss Universo sul-africana

Zozibini Tunzi é a primeira negra a vencer o concurso desde 2011

Reprodução

A Miss África do Sul, Zozibini Tunzi, conquistou a coroa do Miss Universo na noite do último domingo (8). Em discurso emocionante, a miss celebrou a vitória destacando a importância da representatividade na luta contra o racismo. Tunzi é a terceira sul-africana a levar o título, após as vitórias de Demi-Leigh Nel-Peters (2017) e Margaret Gardiner (1978), e também a primeira negra a vencer o concurso desde 2011, quando Leila Lopes, de Angola, ganhou no Brasil.

“A sociedade foi programada durante muito tempo para que não ver a beleza de maneira negra. Mas agora estamos entrando em um tempo em que finalmente as mulheres como eu podem saber que somos bonitas”, destacou. Tunzi impressionou os juízes com sua presença natural no palco e seu sorriso marcante, além de suas importantes criações de moda sul-africanas.

A miss nasceu em Tsolo, província de Eastern Cape, na África do Sul. Mais tarde, mudou-se para a Cidade do Cabo, estabelecendo-se no subúrbio de Gardens para cursar a Universidade de Tecnologia da Península do Cabo, onde se formou em 2018 em relações públicas e gerenciamento de imagens.

No top 10 do Miss Universo deste ano, também se classificaram as representantes da Colômbia, EUA, Porto Rico, Islândia, França, Indonésia, Tailândia e México.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum