segunda-feira, 28 set 2020
Publicidade

Foto histórica: Cristina cumprimenta o ex-presidente Macri

Como previsto, o encontro entre a nova vice-presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, e o ex-presidente Mauricio Macri foi marcado por forte tensão. Durante cerimônia de posse de Alberto Fernández, que ocorreu no Congresso argentino nesta terça-feira (10), os dois evitaram contato visual e apenas apertaram as mãos com frieza.

Os conflitos entre Cristina e Macri são de longa data. A vice-presidenta, inclusive, não estava presente na cerimônia de posse de Macri há quatro anos atrás. Desta forma, a faixa e o bastão dos “atributos presidenciais” foram entregues, na Casa Rosada, por Federico Pinedo, presidente do Senado que assumiu interinamente a presidência da Argentina na meia-noite anterior para passar poder a Macri.

Em sua posse, o discurso de Fernández foi de conciliação, focando em combate à fome. Ele disse ainda que “chegou a hora de abraçar os diferentes, ajudar primeiro os que estão mais vulneráveis, para logo ajudar a todos, e assim voltar a colocar a Argentina em pé”.

No momento em que a dupla entrou no plenário do Senado para a cerimônia de posse, os congressistas entoaram fortemente o hino peronista, com o refrão “viva Perón, viva Perón!!”, e passaram a cantar ainda mais forte quando foi anunciada a presença do agora ex-presidente Macri, que entregou a faixa e o cetro presidenciais a Fernández.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.