No rastro do crime ambiental nas praias do Nordeste
11 de novembro de 2014, 19h38

George W. Bush não se arrepende de ter iniciado a Guerra do Iraque

Em entrevista, o ex-presidente diz que a invasão de 2003 no Iraquw, apesar de centenas de milhares mortos e os conflitos regionais deflagrados pela guerra, foi a “decisão correta”

Por Sarah Lazare, em Common Dreams 

George W. Bush não se arrepende de ter tomado a decisão de invadir o Iraque em 2003, defendendo, inclusive, mais guerras como resposta ao crescimento do grupo militante do Estado Islâmico.

Em uma entrevista que foi ao ar no último domingo (9), o ex-presidente de dois mandatos, disse à CBS News que “acreditava que foi uma decisão correta [invadir o Iraque]”.

“Meu arrependimento é que um grupo de pessoas violentas surgiu novamente”, continuou Bush. “Isso é maior que a Al Qaeda, eles precisam ser derrotados. E eu espero que nós consigamos. Espero que a estratégia funcione”.

Bush reiterou sua desacreditada justificativa para a invasão inicial. “Eu fui até lá por conta de um resultado que um ambiente muito modificado desde o 11 de Setembro”, ele disse. “E o perigo pelo qual estávamos preocupados, que era que armas caíssem nas mãos de grupos terroristas e que com elas, fizessem atacas que tornariam o 11 de Setembro insignificante”.

De acordo com um estudo de 2008, pelo Center of Public Integrity¸nos dois anos seguintes ao 11 de Setembro, Bush e seus conselheiros do alto escalão disseram, pelo menos, 935 mentiras documentadas sobre os riscos de segurança que o Iraque representava sob Saddam Hussein.

A questão das armas de destruição em massa não foi seriamente desafiada na entrevista, o que fez com que críticos classificassem a entrevista como uma plataforma para a promoção de seu novo livro e o legado da família Bush.

Na entrevista, Bush indicou que existe uma chance de 50% de que seu irmão, Jeb Bush, se candidate à presidência em 2016, levantando o espectro de uma terceira presidência Bush.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags