sexta-feira, 25 set 2020
Publicidade

Governado pela esquerda, Portugal atinge índice de desemprego mais baixo dos últimos 27 anos

De acordo com informações do governo português, pela primeira vez, em mais de 27 anos, o número de desempregados inscritos nos serviços de emprego do país, em junho de 2019, desceu para as 298,2 mil.

O ministério do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social afirma que índices mais baixos só foram atingidos em dezembro de 1991, quando foram registados 296,6 mil desempregados inscritos”.

Os índices indicam a vitória do socialista António Costa nas eleições legislativas, mas sem maioria absoluta. De acordo com as pesquisas, a melhor solução é avançar para uma coligação de Governo e não para um acordo parlamentar. O Bloco de Esquerda é considerado o parceiro preferido pela maioria.

De acordo com a sondagem, 75% dos portugueses dizem que Costa vai ganhar sem maioria absoluta, sendo que 46% apoiam uma coligação (52% no caso dos eleitores socialistas) e apenas 17% um acordo parlamentar. Quanto ao Bloco de Esquerda, 62% consideram que este é o melhor parceiro para uma coligação.

Os mais entusiastas de uma coligação de Governo são os eleitores bloquistas (76%). Mas essa solução também é maioritária entre os eleitores da CDU (53%) e do PS (52%). Mesmo entre os que votam no PSD e CDS, esta é a solução escolhida por 37% dos inquiridos.

O Partido Socialista está agora no limite de uma maioria absoluta (43,2%), conforme revelou a primeira parte da sondagem, publicada pelo Jornal de Notícias na passada segunda-feira. É o dobro dos votos do PSD, com 21,6%.

Já o Bloco de Esquerda alcançaria 9,2% dos votos, seguido pela CDU com 6,8%, CDS-PP com 6%, PAN com 3,6% e a Aliança com 1,2%, segundo a sondagem. Este estudo aponta para 23,5% de indecisos e para 7,6% de brancos, nulos e outros.

 

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.