O que o brasileiro pensa?
24 de janeiro de 2020, 12h55

Grupos assinam manifesto mundial contra indiciamento de Glenn Greenwald

Mais de 40 grupos ligados à liberdade de imprensa e liberdades civis condenaram veementemente o indiciamento

Foto: Wikipedia

Por Freedom of the Press Fundation

Em carta aberta divulgada nesta sexta-feira (24), mais de 40 grupos ligados à liberdade de imprensa e liberdades civis condenaram veementemente as acusações de “cibercrime” contra o jornalista vencedor do Prêmio Pulitzer, Glenn Greenwald. Os grupos exigem ainda que as autoridades brasileiras envolvidas no assunto “renunciem imediatamente”.

A carta foi organizada pela Fundação Liberdade de Imprensa e pelo Repórteres Sem Fronteiras e inclui membros proeminentes das organizações de direitos humanos, liberdades civis e liberdade de imprensa do Brasil e do mundo.

Entre elas estão o Comitê para a Proteção de Jornalistas, ACLU, Human Rights Watch, Comitê de Repórteres pela Liberdade de Imprensa, Electronic Frontier Foundation e muitos outros, que se uniram para protestar contra as ações ultrajantes do governo brasileiro.

“Essas acusações representam uma tentativa direta de intimidar e retaliar Greenwald e o Intercept Brasil por seus relatórios críticos”, afirma a coalizão. As implicações das ações do Brasil vão muito além de Greenwald e outros jornalistas do The Intercept Brasil. A ameaça à imprensa livre do Brasil, incluindo a mídia nacional e internacional, é profunda.

“Essas acusações aguardam a aprovação de um juiz federal, dando aos tribunais a oportunidade de rejeitá-las e proteger a liberdade de imprensa. Mesmo assim, o efeito assustador dessa intimidação legal permanece. Se essas táticas forem mantidas, isto comprometeria a liberdade de expressão de todos os brasileiros, a liberdade de imprensa e a liberdade de participar da democracia”, diz um trecho do texto.

Leia a carta na íntegra aqui

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum