Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
07 de janeiro de 2020, 16h03

Guaidó arma mais uma encenação para se colocar como vítima na Venezuela

O ex-presidente da Assembleia Nacional e seus apoiadores montaram uma estratégia visando parecer "golpeados" diante das câmeras dos veículos que estavam no local

Reprodução/Twitter

Com respaldo da mídia internacional, o deputado da oposição Juan Guaidó, ex-presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, promoveu mais um espetáculo midiático no Parlamento venezuelano nesta terça-feira (7). Antes de Guaidó entrar na sessão, seus apoiadores montaram uma estratégia para usar e abusar da imprensa e tentar ganhar no grito a disputa contra a ala da oposição que decidiu abandonar o autoproclamado.

Uma sequência de seis vídeos publicados pela jornalista venezuelana Madelein Garcia, da rede TeleSUR, mostram as estratégias utilizadas pelos seguidores de Guaidó para tumultuar a Assembleia Nacional. Um ds responsáveis por iniciar o circo foi o deputado Willian Barrientos, junto com outros três colegas. O quarteto primeiro deu entrevistas ao lado de fora e, junto com jornalistas, subiu ao mezanino da Assembleia, local dedicado à imprensa.

Ao invés de adentrarem no plenário da AN aos parlamentares, os “guaidosistas” decidiram subir com os jornalistas e cinegrafistas e, de lá, gritaram palavras de ordem em frente às câmeras. Um homem vestido como se fosse segurança ainda teria aparecido, ao vivo, para supostamente tentar tirar um papel das mãos de Barrientos. A ação aconteceu enquanto as lentes captavam tudo.

“A grande pergunta: por que os quatro deputados foram até a área de imprensa e não entraram na câmara ocupando seus assentos para denunciar que não havia ‘quorum’? Se era uma farsa, por que não dizê-lo no espaço natural? Então eles alegaram que a porta estava trancada”, publicou a jornalista. “Obviamente a porta não estava fechada, todos os deputados poderiam passar sem problemas”, completou, com outro vídeo.

Madelein ainda mostra o momento da chegada de Guaidó, pouco depois do início das tensões provocadas pelos demais deputados. Novamente, a entrada dele é permitida, mas ele busca se escudar em outras pessoas para conseguir parecer “impedido”. “Um a um”, diz o guarda enquanto é confrontado pelo autoproclamado. “Tem que entrar todos os deputados”, grita Guaidó.

Assista às cenas promovidas pelos aliados de Juan Guaidó na Assembleia Nacional:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum