Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de janeiro de 2020, 18h06

Harvey Weinstein é indiciado por novas acusações de crimes sexuais no dia do julgamento

Produtor de Hollywood já foi acusado de crimes sexuais por mais de 80 mulheres

Reprodução/YouTube Sky News

O produtor de cinema estadunidense Harvey Weinstein foi indiciado por novas acusações de crimes sexuais nesta segunda-feira (6). Segundo promotores, assim que o seu julgamento por outras acusações estava para começar, em Nova Iorque (EUA), os novos casos foram registrados.

Weinstein foi acusado de estupro e agressão sexual em duas ocasiões separadas por um período de dois dias, em Los Angeles. Duas mulheres diferentes foram as vítimas e o crime foi cometido em 2013, segundo a promotora Jackie Lacey.

De acordo com Lacey, as evidências mostram que Weinstein se utilizou do seu poder e influência como produtor de Hollywood para ter acesso às vítimas e depois agredi-las. “Quero elogiar as vítimas que se apresentaram e relataram bravamente o que aconteceu com elas. Espero que todas as vítimas de violência sexual encontrem força”, disse.

Caso seja considerado culpado, Weinstein pode ser condenado a até 28 anos de prisão, mas será sugerido o pagamento de fiança no valor de US$ 5 milhões.

O julgamento contra o produtor começou nesta segunda-feira (6), em Manhattan, e tem previsão de duração de duas semanas, que antecedem mais oito semanas de argumentos, depoimentos e deliberações. Weinstein entrou na Suprema Corte usando um andador.

#MeToo

As acusações contra Weinstein surgiram com a explosão do movimento #MeToo, em 2017, que levou milhões de mulheres a denunciarem agressões sexuais ao redor do mundo. Em Hollywood, o movimento teve grande impacto. Famosos como Kevin Spacey, Woody Allen, Morgan Freeman e James Franco foram denunciados por mulheres que foram agredidas sexualmente.

Weinstein já foi acusado por mais de 80 mulheres.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum