Fórumcast, o podcast da Fórum
29 de dezembro de 2017, 12h51

Imigrantes marroquinos se abrigam em máquinas de lavar para fugir do frio intenso em Paris

Uma parisiense flagrou a cena de adolescentes dormindo em lavanderia ao norte da capital francesa e divulgou nas redes sociais.

Uma parisiense flagrou a cena de adolescentes dormindo em lavanderia ao norte da capital francesa e divulgou nas redes sociais.

Da Redação*

Uma moradora de Paris, capital francesa, flagrou imigrantes marroquinos dormindo em máquinas de lavar, em uma lavanderia ao norte de Paris, que enfrenta um frio intenso neste inverno. A foto divulgada nas redes sociais causou comoção entre os internautas. Christine S., de 53 anos, seguia para o curso de tai-chi-chuan quando viu os três adolescentes cada um em uma máquina de lavar, de acordo com o jornal “Le Parisien”.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

“É a primeira vez que vejo isso em 12 anos. [A cena] me tocou. Achei chocante ver que os jovens imigrantes, pelo menos um deles dormia, naquela situação. Quando eu mostrei a foto para meus amigos, eles aconselharam que eu divulgasse nas redes sociais por que ela é impactante”, afirmou ao jornal.

A proprietária do estabelecimento, Nathalie Humbert, afirmou que eles deixam a lavanderia muito suja e chegam a fazer as necessidades no local. “Eles cheiram cola e agridem nossos funcionários. Alguns clientes não se atrevem mais a vir, o movimento na lavanderia foi reduzido a um quarto”, disse ao “Le Parisien”.

Após a divulgação da foto, a mulher disse ter recebido várias demandas de internautas de como ajudá-los, mas também comentários dizendo que é preciso enviá-los de volta para o país de origem.

Em março, o problema dos imigrantes de origem marroquina que estão morando nas ruas do “18º arrondissement”, bairro na região norte de Paris, também conhecido como Goutte d’Or, foi amplamente divulgado na imprensa local.

Eles não falam francês e a maioria é dependente químico. Michel Delpuech, responsável pelo policiamento da região, estima que 80 jovens estejam nesta situação. Autoridades afirmam que, no princípio, eles faziam pequenos roubos, mas agora estariam até mesmo invadindo residências.

*Com informações do G1

Foto: Reprodução/Twitter

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum