Entrevista exclusiva com Lula
15 de novembro de 2019, 08h37

Invasor da embaixada da Venezuela foi recebido por Mourão como representante de Direitos Humanos de Guaidó

No dia da invasão da embaixada venezuelana em Brasília por um grupo de milicianos, Eduardo Bolsonaro divulgou um vídeo em que chama Tomás Silva de "Diplomata"

Tomás Silva (Reprodução/Twitter)

Tomás Silva, que liderou a invasão da embaixada da Venezuela em Brasília na última quarta-feira (13), se reuniu duas vezes com o vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão (PRTB), no Palácio do Planalto, onde foi recebido como “enviado especial para assuntos de Direitos Humanos do Presidente Juan Guido (sic)”, segundo reportagem de Constança Rezende e Jamil Chade no portal Uol desta quinta-feira (14).

As reuniões aconteceram nos dias 15 de abril e 24 de julho e constam na agenda oficial do vice-presidente do Brasil, que sob governo Jair Bolsonaro foi o primeiro a reconhecer Juan Guaidó como presidente após tentativa de golpe na Venezuela em janeiro.

No dia da invasão, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) divulgou um vídeo em que chama Tomás Silva de “Diplomata”. Nas imagens, ele aparece dentro da embaixada em Brasília e se autoproclama “ministro conselheiro da embaixada brasileira no Brasil”. Mais tarde, ele foi expulso junto com o grupo que provocou a invasão.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum