Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
01 de janeiro de 2020, 21h54

Israel: Benjamin Netanyahu vai pedir imunidade para não ser julgado por corrupção

Líder do partido de extrema-direita Likud, Netanyahu nega as acusações e afirma ser vítima de uma perseguição política

Bolsonaro e Netanyahu (Foto: Alan Santos/PR)

O primeiro ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, anunciou que vai pedir imunidade parlamentar. Se concedida, a imunidade evitará seu julgamento em três casos de corrupção, fraude e abuso de poder.

Líder do partido de extrema direita Likud, Netanyahu nega as acusações e afirma ser vítima de uma perseguição política. Tentando minimizar os impactos do anúncio, o primeiro ministro disse que a imunidade duraria apenas o período de um mandato de deputado A sua justificativa é a de que pretende “evitar processos políticos com o objetivo de distorcer a vontade do povo”.

Netanyahu será candidato a primeiro ministro novamente nas eleições legislativas programadas para 2 de março. É a terceira vez que os israelenses são convocados às urnas no período de um ano, devido à incapacidade de Netanyahu de formar um governo por coligação no parlamento de Israel.

Após 13 anos consecutivos no poder, parlamentares reúnem desconfianças sobre o primeiro ministro, que também tem forte oposição. Mesmo que a imunidade seja concedida, é provável que seja impopular entre os eleitores.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum