Fórumcast, o podcast da Fórum
15 de agosto de 2019, 13h53

Governo israelense veta entrada de democratas e Trump comemora: “São o rosto do Partido Democrata e eles odeiam Israel”

Durante a viagem, entre reuniões nas cidades palestinas de Belém, Hebron e Ramallah, Rashida Tlaib esperava passar alguns dias visitando sua avó, que vive em uma aldeia da Cisjordânia

As democratas Ilhan Omar e Rashida Tlaib (Reprodução/Facebook)

O governo israelense anunciou nesta quinta-feira (15) que proibirá a entrada no país das deputadas democratas estadunidenses Ilhan Omar, de Minnesota, e Rashida Tlaib, do Michigan. O fato foi comemorado pelo presidente dos EUA, Donald Trump. “Omar e Tlaib são o rosto do Partido Democrata, e eles odeiam Israel”, tuitou Trump, logo após o anúncio.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

 

“Não há país no mundo que respeite os EUA e seu Congresso mais do que Israel. No entanto, o itinerário mostrado pelas deputadas mostrou que a única intenção delas era atacar Israel”, disse o premiê Binyamin Netanyahu.

Ilhan e Rashida são críticas declaradas de Israel e apoiam um movimento de boicote ao país. Elas viajariam no domingo (18) a convite de uma organização não governamental liderada pelo legislador e veterano negociador da paz palestino Hanan Ashrawi.

Durante a viagem, entre reuniões nas cidades palestinas de Belém, Hebron e Ramallah, Rashida Tlaib esperava passar alguns dias visitando sua avó, que vive em uma aldeia da Cisjordânia.

Netanyahu disse que Israel ainda avalia liberar Tlaib para visitar a avó, desde que ela se comprometa a não promover um boicote contra o país.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum