Entrevista exclusiva com Lula
17 de junho de 2019, 13h23

Itália impõe decreto que prevê multa de até 50 mil euros a quem resgata migrantes no Mediterrâneo

Governo diz que a nova lei multaria somente organizações que fazem esse trabalho sem permissão, mas a ONU alega que a intenção é criminalizar todos os resgates no mar.

Foto: Reprodução/UNHCR – The Italian Coastguard / Massimo Sestini

Desde a última sexta-feira (14), após a assinatura do presidente Sergio Mattarella, está vigente na Itália um decreto que impõe multas às embarcações que atuam no salvamento de migrantes no Mar Mediterrâneo, as quais podem chegar a valores de até 50 mil euros, dependendo do caso.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

A medida foi elaborada pelo ministro do Interior, o polêmico Matteo Salvini, que também é um dos melhores amigos de Jair Bolsonaro no cenário mundial – e também pupilo do líder da extrema direita internacional, o empresário estadunidense Steve Bannon.

O decreto de Salvini reforça os poderes do Ministério do Interior sobre a imigração e visa acabar com as missões de resgate no Mediterrâneo central, razão pela qual as organizações que trabalham nessas missões acusam o governo italiano de querer “criminalizar o salvamento de vidas no mar”.

Por sua parte, o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, justificou a medida, dizendo que “é preciso estabelecer um comportamento que seja um pouco mais transparente por parte das organizações”.

Vale lembrar que, antes disso, Salvini já havia proibido os navios de resgate de atracar nos portos italianos, medida que causou comoção em todo o continente, especialmente ao ser difundido o caso do Sea Watch 3 e de sua capitã, a bióloga alemã Pia Klemp, que corre o risco de ser presa por resgatar imigrantes no Mediterrâneo.

Segundo dados Organização Internacional para a Migração, 1,9 mil refugiados chegaram à Itália neste 2019, e quase 350 morreram no caminho. Portanto, a taxa de mortalidade para aqueles que tentam cruzar o Mediterrâneo é superior aos 15%.

Com informações do The Guardian.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum