Italiano que já estava vacinado é infectado com variante brasileira do coronavírus

Caso envolve um profissional da saúde que havia recebido a vacina Pfizer/Biontech, e que se encontra atualmente em isolamento domiciliar

Em um hospital da cidade de L’Aquila, na região central da Itália, foi registrado nesta quinta-feira (18) o caso de um profissional da saúde que foi contagiado recentemente pelo coronavírus SARS-CoV-2, causador da infecção covid-19.

O caso chamou a atenção porque a pessoa, que não teve seu nome revelado, já havia tomado as duas doses da vacinca Pfizer/BioNTech, que deveria impedir que fosse infectado.

A explicação, segundo as autoridades italianas, é que se trata de um contágio por uma das variantes brasileiras do vírus, que é considerada mais transmissível e perigosa que o vírus original.

A imprensa local afirma que a pessoa contagiada teria sido vítima de um surto que afetou outras seis pessoas da sua família. Também informou que o indivíduo se encontra assintomático e mantido em isolamento domiciliar.

Em janeiro passado, durante uma videoconferência, em meio ao Fórum Econômico Mundial de Davos, o CEO da Pfizer já havia advertido que sua vacina poderia ser menos efetiva contra as novas variantes do coronavírus, especialmente as brasileiras e a sul-africana, consideradas mais agressivas.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR