Fórum Educação
17 de outubro de 2017, 14h44

Jornalista do Panama Papers é morta por bomba após expor corrupção

Daphne Caruana Galizia era uma das jornalistas que participavam da investigação global de corrupção conhecida como Panama Papers e havia exposto o envolvimento do governo de Malta no esquema; uma bomba foi plantada em seu carro

Por Redação

Morreu na manhã desta terça-feira (17), após um atentado a bomba, a jornalista investigativa maltesa Daphne Caruana Galizia. Uma bomba foi plantada em seu carro, que ficou completamente destruído.

Premiada, Galizia era uma das jornalistas que compunham a rede global de investigação de corrupção conhecida como Panama Papers. Recentemente, ela havia exposto a participação de importantes nomes do governo de Malta no esquema que envolve o uso de empresas offshores para esconder dinheiro em paraísos fiscais.

Dias antes do atentado, a jornalista já havia revelado que vinha sofrendo ameaças de morte.

O primeiro-ministro de Malta, Joseph Muscat, admitiu que Galizia era uma critica ferrenha de seu governo e que eles divergiam politicamente, mas afirmou que “ninguém pode justificar um ato bárbaro como este”, e informou que não vai “descansar até ver que a justiça foi feita neste caso”.

“O que aconteceu é inaceitável em vários níveis. É um dia triste para nossa democracia e liberdade de expressão”, afirmou.

Os Panama Papers consistem em uma série de reportagens, divulgadas pela primeira vez no início de 2016, que revelou um esquema global de corrupção, envolvendo políticos e empresários do mundo inteiro que utilizavam empresas de fachada e offshores para esconder dinheiro em paraísos fiscais. A empresa matriz desse esquema é a Monssak Fonseca, uma consultoria e firma de advocacia do Panamá – daí o nome da investigação.

Entre os nomes supostamente envolvidos nos esquema estão o de empresários e políticos brasileiros, como o do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, até membros da família Marinho, detentora do Grupo Globo.

Leia mais sobre o assunto

Tabapuã Papers revela relações sombrias entre José Yunes e Temer

Foto: Times of Malta


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum