#Fórumcast, o podcast da Fórum
06 de novembro de 2019, 16h47

Justiça chilena acata denúncia contra Piñera por “violações sistemáticas contra os Direitos Humanos”

Tribunal de Garantia de Santiago permitiu oficialmente o início das investigações sobre a possível responsabilidade do presidente chileno em crimes de lesa humanidade

Foto: Reprodução/GloboNews

Do Chile, especial para a Fórum

As comparações entre a forma de atuar do presidente chileno Sebastián Piñera e o legado do ditador Augusto Pinochet, até agora repudiadas pelo governo, começam a sair da mera retórica: nesta quarta-feira (6), o 7° Tribunal de Garantia de Santiago aceitou uma denúncia contra o atual mandatário por “violações sistemáticas e generalizadas contra os Direitos Humanos”.

A acusação havia sido apresentada na semana passada pela Defensoria Popular, junto com o Comitê de Defesa do Povo e a Cooperativa Jurídica, e pede que sejam investigadas pela Justiça as responsabilidades políticas de Piñera pelas vulnerações cometidas pelos membros do Exército, Marinha e Carabineros (polícia militarizada) durante o Estado de exceção decretado pelo presidente, que vigorou entre os dias 20 e 27 de outubro, no qual foram registradas dezenas de mortes, centenas de casos de agressões, torturas e estupros, além das mais de 4 mil detenções consideradas ilegais.

Análises

Óscar Castro, um dos advogados que promove a causa, afirma que este início do processo é importante, porque “permite que todas as milhares de denúncias que apresentamos sejam analisadas conjuntamente, e assim se poderá averiguar que houve uma ação sistemática e generalizada de violações aos Direitos Humanos, e também determinar as responsabilidades penais por elas, de autoridades civis e militares”.

O texto da denúncia apresentada por Castro e seus colegas diz que “o presidente da República, Sebastián Piñera, e as diferentes autoridades policiais e militares, longe de controlar e condenar o alto número de atentados à população civil, declararam publicamente seu apoio e congratulação ao atuar das forças militares, de ordem e segurança, como se pode comprovar nas declarações publicadas pelos meios de comunicação nacionais”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum