Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
02 de dezembro de 2019, 10h06

Laura Carvalho a Bolsonaro: “Quem tem amigo como Trump não precisa de inimigos”

Guilherme Boulos também reagiu à postura de Bolsonaro com relação à taxação do aço e alumínio brasileiro por Trump

Bolsonaro e Trump (Foto: Alan Santos/PR)

Logo após o presidente americano, Donald Trump, anunciar, nesta segunda-feira (2), o aumento das tarifas de todo aço e alumínio importado do Brasil e da Argentina como retaliação à desvalorização “maciça” de suas moedas frente ao dólar, as reações da oposição ao presidente Jair Bolsonaro foram imediatas.

A economista Laura Carvalho advertiu através do Twitter que “Trump vai se aproveitar da alta do dólar para colocar tarifas sobre nossos produtos. Ou seja, vamos sofrer o impacto inflacionário da desvalorização do real sem nem colher possíveis benefícios no desempenho exportador. Quem tem um amigo como Trump não precisa de inimigos”.

Já o líder do MTST e ex-candidato à presidência, Guilherme Boulos (PsoL-SP), muito mais contundente, afirmou: “Trump impõe a retomada de tarifas do aço e alumínio contra o Brasil. A reação de Bolsonaro foi dizer que, ‘se for preciso’, vai ligar pra ele… Que vergonha! Quem se faz minhoca, não pode reclamar de ser pisado”.

Amigo fake

Trump mostrou que Bolsonaro caiu em uma fake news ao acreditar que haveria qualquer tipo de reciprocidade à política externa brasileira conduzida de forma submissa aos interesses dos Estados Unidos.

Pelo Twitter, Trump afirmou que a desvalorização do real e do peso argentino não é bom para os agricultores estadunidenses, levantando a barreira protecionista contra os governos Bolsonaro e Maurício Macri.

“Brasil e Argentina têm provocado uma desvalorização maciça de suas moedas. O que não é bom para os nossos agricultores. Portanto, com efeito imediato, restaurarei as tarifas em todo aço e alumínio enviado para os EUA a partir desses países. O Federal Reserve também deve agir para que os países, dos quais existem muitos, não aproveitem mais nosso dólar forte, desvalorizando ainda mais suas moedas. Isso torna muito difícil para nossos fabricantes e agricultores exportar seus produtos de maneira justa”.

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum