O que o brasileiro pensa?
08 de junho de 2020, 07h57

Legisladores de Minneapolis vão desmontar polícia local e criar novo sistema de segurança pública

Anúncio foi feito por membros do Conselho Municipal durante protesto contra a morte de George Floyd neste domingo

Manifestantes queimam delegacia de Minneapolis em ato pelo assassinato de George Floyd (Reprodução)

Legisladores do Conselho Municipal de Minneapolis, cargo similar ao de vereador no Brasil, anunciaram neste domingo (7), durante ato contra a morte de George Floyd, que vão desmantelar o Departamento de Polícia da cidade para criar um novo sistema de segurança pública.

Durante o protesto, legisladores leram minuciosamente os trechos do documento no qual se comprometiam a realizar as mudanças no sistema de segurança pública. No final da leitura, os participantes do ato comemoraram e levantaram os punhos no ar.

Para os ativistas que vêm lutando há anos contra a violência policial, a mudança representa um momento decisivo para uma possível transformação da segurança local.

Impulsionadas pela morte de Floyd, milhares de pessoas ao redor do mundo saíram às ruas para protestar contra o racismo nas últimas semanas. Nos Estados Unidos, atos aconteceram em mais de 400 cidades para exigir que os departamentos de polícia fossem reformados ou abolidos.

No Brasil, atos semelhantes tomaram conta de diversas cidades neste domingo (7). Em São Paulo, manifestantes a favor da democracia se reuniram no Largo da Batata, em Pinheiros, para protestar contra o racismo, fascismo e contra o governo de Jair Bolsonaro.

Manifestantes também protestaram contra a morte de João Pedro, adolescente de 14 anos que foi assassinado pela polícia dentro de casa no mês passado. O menino Miguel Otávio Santana, de cinco anos, que caiu do nono andar de um prédio de luxo na semana passada, também foi lembrado durante o ato.

Com informações da Folha de S.Paulo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum