domingo, 27 set 2020
Publicidade

Lewis Hamilton compartilha vídeo antivacina e se desculpa após repercussão negativa

O piloto britânico Lewis Hamilton, hexa campeão de Fórmula 1, foi protagonista da polêmica esportiva desta segunda-feira (27), ao compartilhar um vídeo famoso entre os conspiradores antivacina nos stories do seu Instagram.

O vídeo contém um trecho de uma entrevista do empresário Bill Gates para o canal estadunidense CBS, na qual ele fala sobre os projetos de vacina que são financiados por sua fundação, e, ao ser perguntado pela apresentadora sobre a teoria conspiratória de que ele mesmo teria criado o novo coronavírus para difundir uma vacina na qual ele supostamente implantaria microchips nas pessoas, durante sua resposta, na qual nega a tese (uma das mais defendidas pelos antivacina), aparece a legenda em inglês “I remember when a told my first lie” (traduzindo: “lembro de quando contei minha primeira mentira”).

Muitos fãs entenderam que a difusão do meme era uma declaração do piloto contra as vacinas, o que levou a muitos comentários questionando o compartilhamento do meme e pedindo que ele explicasse melhor sua opinião.

Diante das críticas, o Hamilton tentou emular nas redes a mesma velocidade das pistas, com um rápido comunicado de retificação.

“Olá pessoal. Percebi alguns comentários no meu post anterior sobre a vacina covid-19 e quero esclarecer meus pensamentos, pois entendo por que eles podem ter sido mal interpretados. Antes de tudo, eu não tinha percebido o comentário nas legendas e isso é 100% minha culpa. Tenho muito respeito pelo trabalho de caridade que Bill Gates faz. Também quero deixar claro que não sou contra a vacina, e não sou um antivacina. Não tenho dúvidas de que isso será importante na luta contra a covid-19 e estou confiante nessa possibilidade, para ajudar a salvar vidas. Enfim, depois de assistir ao vídeo, senti que ele mostrou que ainda há muitas incertezas sobre os efeitos colaterais e como serão financiados. Nem sempre eu faço minhas postagens bem, sou humano e aprendo todos os dias com os meus erros. Envio meu otimismo a vocês”, declarou o velocista.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).