Líder de movimento antimáscara dos EUA morre de Covid

Caleb Wallace tinha 30 anos e se recusou até a fazer o teste para detectar a doença. Segundo imprensa norte-americana, ele apenas se “medicou” com vitamina C, zinco e ivermectina

Um dos líderes do movimento antimáscara dos EUA morreu de Covid-19 neste sábado (28). Caleb Wallace, de 30 anos, começou a apresentar os sintomas da Síndrome Respiratória Aguda Grave no início de agosto, mas se recusou a realizar o teste de detecção da doença para “não engrossas as estatísticas do governo”. Quatro dias após os primeiros sinais, Wallace piorou e precisou ser internado num hospital de San Angelo, no Texas.

Para os médicos, o negacionista contou que já havia “se medicado” com vitamina C, zinco e ivermectina, substâncias sem qualquer eficácia para a doença. Ele ficou internado por 20 dias, a maior parte do tempo intubado, mas não resistiu e acabou morrendo. Nenhuma fonte soube informar se Wallace havia sido vacinado.

“Ele era tão cabeça-dura. Não queria ir ao médico, porque não desejava fazer parte das estatísticas dos exames de detecção de Covid”, disse à imprensa local a esposa, Jessica Wallace, que está grávida do quarto filho do casal. Wallace era uma figura conhecida nas redes sociais, onde publicava frequentemente vídeos criticando até os testes de diagnóstico da Covid-19, segundo eles ineficazes por apresentar “altos índices de falsos positivos”.

“Eu me preocupo mais com a liberdade do que com a saúde de cada um”, esbravejou o líder negacionista durante um pronunciamento, no final de 2020. Ele organizou e participou de vários eventos no Texas cuja a pauta era “o direito individual dos cidadãos norte-americanos à liberdade” sem usar máscaras.

Jessica, a esposa do negacionista morto, ainda chegou a realizar uma vaquinha na internet para pagar a internação do marido, já que nos EUA não há serviço público de saúde. Ela arrecadou US$ 52 mil, mas infelizmente não conseguiu com Wallace vivo do hospital.

Avatar de Henrique Rodrigues

Henrique Rodrigues

Jornalista e professor de Literatura Brasileira.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR