O que o brasileiro pensa?
03 de julho de 2020, 22h44

Lula, Dilma e Mujica lideram manifesto de líderes progressistas latinos contra a anexação da Cisjordânia por Israel

Cerca de 320 personalidades, incluindo 7 ex-presidentes de países da América Latina, pediram a imposição de sanções contra o governo israelense por seus planos de se apropriar de territórios da Palestina

Um manifesto publicado nesta sexta-feira (3), assinado por cerca de 320 personalidades políticas, acadêmicas e científicas da América Latina, condenou a tentativa de Israel de anexar território da Cisjordânia que hoje é administrado pela ANP (Autoridade Nacional Palestina).

Entre as importantes figuras que apoiaram o manifesto se destacam 7 ex-presidentes de países da região, começando por dois brasileiros: Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. Outros ex-presidentes que defenderam esta posição foram o uruguaio Pepe Mujica, o boliviano Evo Morales, o equatoriano Rafael Correa, o paraguaio Fernando Lugo e o colombiano Ernesto Samper.

O manifesto afirma, entre outras coisas, que “as violações de Israel contra a soberania palestina e sua impunidade pelos atos cometidos estão aumentando em gravidade da situação”. Outro trecho lembra que o povo palestino “viveu durante décadas sob o regime israelense de ocupação, colonização e apartheid”, como foi reconhecido em 2017 pela Comissão Econômica e Social para a Ásia Ocidental, que pede o fim dessa avançada.

O texto também pede à Assembleia Geral das Nações Unidas, responsável pelo surgimento do Estado de Israel, em 1947 – que seja capaz de “produzir sanções legítimas e eficazes” contra o governo de Benjamin Netanyahu, incluindo um embargo militar e outras medidas para evitar a anexação da Cisjordânia.

Finalmente, o manifesto solicita o início de uma investigação contra Israel pelo Tribunal Penal Internacional, sobre crimes de guerra e crimes contra a humanidade cometidos nos territórios palestinos ocupados desde 1967.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum