Fórumcast, o podcast da Fórum
12 de setembro de 2019, 09h06

Lula em entrevista ao Le Monde: “Bolsonaro é antes de tudo o resultado da rejeição à política”

A reportagem afirma que “aos 73 anos, o líder da esquerda brasileira não perdeu o juízo. Ele se apresenta com a barba bem cortada, terno escuro e gravata roxa amarrada ao pescoço. O estilo é presidencial e o símbolo é claro: Lula ainda está no trabalho, ainda está em ação”

Foto: Reprodução

Em entrevista publicada nesta quinta-feira (12), no jornal francês Le Monde, ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) é “antes de tudo o resultado de uma rejeição da política”. Preso desde abril de 2018, Lula afirmou ainda: “Tudo o que quero é reconhecer minha inocência”.

A reportagem diz que “aos 73 anos, o líder da esquerda brasileira não perdeu o juízo. Ele se apresenta com a barba bem cortada, terno escuro e gravata roxa amarrada ao pescoço. O estilo é presidencial e o símbolo é claro: Lula ainda está no trabalho, ainda está em ação. Ele concedeu ao mundo sua primeira entrevista à mídia francesa desde seu encarceramento”.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Ao ser indagado se se sente cansado ou desencorajado, Lula disse que está bem, moral e fisicamente. “Eu tenho paz de espírito porque sei porque estou aqui. Eu sei que sou inocente e que aqueles que me colocam na prisão são mentirosos. Eu sou otimista. Minha mãe me disse isso. Então, sim, a prisão é um teste. Mas tenho muita energia, sou muito sereno. Tenho certeza que vou ganhar”, afirmou.

Lula disse ainda que assiste a filmes, televisão, converso com seus advogados. “Eu ando nove quilômetros por dia! Espero o tempo passar. Também leio muito, estudo a história das lutas sociais no Brasil. Fico horrorizado ao ver que todos os que lutaram pelo povo neste país, como Zumbi, Tiradentes ou Antônio Conselheiro foram decapitados, pendurados ou queimados vivos, e as pessoas mal sabem quem são, como se nunca tivessem existido”, lamentou.

Lula disse ainda se considerar um pouco de uma versão moderna desses personagens. “No meu caso, o judiciário não foi usado para a justiça, mas para a política”, encerrou.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum