Maconha: Luxemburgo é o 1º país europeu a liberar plantio e consumo doméstico

A mudança na legislação que trata do assunto faz parte de uma alteração estratégica no enfrentamento ao narcotráfico

Luxemburgo, pequeno país localizado na Europa ocidental, se tornou, nesta sexta-feira (22), a primeira nação do continente a liberar o plantio e o consumo doméstico da maconha. Dessa forma, pessoas maiores de 18 anos podem cultivar até quatro pés de cannabis em casa para consumo próprio.

A mudança na legislação que trata do assunto faz parte de uma alteração estratégica no enfrentamento ao narcotráfico. 

“Queremos começar permitindo que as pessoas cultivem em casa. A ideia é que um consumidor não se encontre em situação ilegal se consumir cannabis e que não apoiamos toda a cadeia ilegal da produção ao transporte e à venda, onde existe muita miséria associada. Queremos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para nos afastar, cada vez mais, do mercado negro ilegal”, afirmou Sam Tamson, ministra da Justiça de Luxemburgo, em entrevista ao The Guardian, de acordo com informações de O Globo

Uso recreativo

A nova legislação também liberou o consumo da erva para uso recreativo. 

O governo de Luxemburgo permitirá, ainda, o comércio de sementes, sem qualquer limite na quantidade ou níveis de Tetrahidrocanabinol (THC), o principal psicoativo presente na maconha.

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR