terça-feira, 22 set 2020
Publicidade

Mãe do rapaz que escalou janela do hospital para se despedir morreu olhando para ele, diz irmão

O jovem palestino Jihad Al-Suwaiti, que comoveu o mundo essa semana quando vieram à tona as fotos em que aparece escalando o prédio de um hospital para poder ver a mãe internada com coronavírus, concedeu uma breve entrevista à emissora Palestine TV, na noite desta quarta-feira (23), em que pediu para que as pessoas “cuidem dos velhos”.

“Se eu tivesse a possibilidade, daria minha vida, minha alma para que ela ficasse viva por mais um tempo. Cuidem dos velhos para não sentir a amargura que senti”, disse Al-Suwaiti.

Sua mãe,  Rasmi Suwaiti, de 73 anos, lutava contra um câncer quando foi surpreendida pela Covid-19. Ela ficou internada em um hospital na Cisjordânia com dois irmãos de Jihad que também foram infectados pelo coronavírus. Quando a idosa precisou ir para a UTI e ficar separada dos outros filhos, Jihad passou a escalar o prédio do hospital para ver a mãe pela janela e o fez até que ela falecesse, na última quinta-feira (16).

Em entrevista à CNN, Youssef, um dos irmãos que estava internado, relatou que sua mãe morreu olhando para Jihad. “Morreu com ele, olhando para a janela”, disse.

As imagens que mostram Jihad Al-Suwaiti na janela do hospital para se despedir da mãe ganharam as redes e inspiraram, inclusive, charges em solidariedade à família. Uma delas foi compartilhada pelo ativista de direitos humanos e diplomata Mohamed Safa.

A região da Palestina concentra, até esta quinta-feira (23), 10.923 casos de Covid-19 e 67 mortes causadas pela doença.

Ivan Longo
Ivan Longo
Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.