Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de janeiro de 2020, 22h00

Manifestantes pedem renúncia de aiatolá Khamenei após Irã assumir derrubada de avião

O embaixador britânico em Teerã, Robert Macaire, foi detido pelo governo iraniano por ter feito fotos e vídeos dos protestos

O aiatolá iraniano, Ali Khamenei (Agência Sputnik)

Manifestantes iranianos se reuniram neste sábado (11) em frente à universidade Amir Kabir, em Teerã, para homenagear as 176 vítimas da queda do Boeing 737, da Ukraine Airlines International. Pouco tempo, no entanto, a homenagem ganhou tom de protesto e iranianos passaram a pedir a renúncia do líder supremo do país, aiatolá Ali Khamenei.

Vídeos que circulam no Twitter mostram o grupo gritando contra o líder iraniano. “Comandante-chefe (Khamenei) renuncie, renuncie”, pediam. Manifestação vem no mesmo dia em que o governo iraniano admitiu ter derrubado por engano o avião ucraniano.

Agências iranianas também informaram que o embaixador britânico em Teerã, Robert Macaire, foi detido por algumas horas após ter feito fotos e vídeos dos protestos. Segundo a Fars, cerca de 700 a 1.000 pessoas participaram do ato.

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, pediu desculpas ao povo ucraniano pela derrubada do avião e anunciou que o país vai repatriar os corpos dos mortos até 19 de janeiro. Ele disse ainda que concorda em pagar indenizações à Ucrânia pelo acidente.

O Boeing 737-800 da Ukraine International Airlines caiu cinco minutos após decolar do aeroporto Imam Khomeini, em Teerã, na última quarta-feira (8). A aeronave, que decolou às 6h12 na hora local (23h42 de terça em Brasília) e seguia para Kiev, pegou fogo minutos após a decolagem.

Confira:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum