Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
17 de fevereiro de 2020, 18h52

Micheal Bloomberg, adversário de Sanders, cogita Hillary Clinton para ser vice

O mega-empresário, que já foi prefeito de Nova York pelo Partido Republicano, concorre nas prévias do Partido Democrata, segundo ele, para “salvar os Estados Unidos de Trump e do extremismo de esquerda”.

Michael Bloomberg e Hillary Clinton (foto: reprodução)

As prévias do Partido Democrata não começaram nada bem para Michael Bloomberg. O magnata das comunicações teve um desempenho pífio nas duas primeiras disputas estaduais, em Iowa e New Hampshire, amargando um nono lugar em termos de votação, e pior ainda em eleição de delegados: não conseguiu nenhum até agora, enquanto os líderes Pete Buttigieg e Bernie Sanders já têm mais de 20 cada um.

Para mudar esse cenário, o empresário pretende fazer diversos golpes midiáticos nos próximos dias, e o principal deles seria o anúncio de Hillary Clinton como sua vice-presidente. A ex-senadora, ex-primeira dama e ex-Secretária de Estado do governo de Barack Obama está afastada da política desde 2016, quando perdeu a eleição para o atual presidente, Donaldo Trump.

Na sexta-feira (14), Bloomberg afirmou que vai gastar cerca de 3 milhões de dólares por dia para revitalizar sua campanha, e que traria novidades de impacto durante esta semana.

O principal problema do magnata, segundo muitos analistas estadunidenses, é o seu passado: ele foi prefeito de Nova York entre 2002 e 2014, então eleito pelo Partido Republicano. A ideia de trazer Hillary, uma figura histórica do Partido Democrata, é tentar se desvencilhar da ideia de que é um invasor na legenda.

Quando assumiu a candidatura, em novembro de 2019, Bloomberg declarou que estava motivado pela missão de “salvar os Estados Unidos de Donald Trump e do extremismo da esquerda”.

A parte final do comentário é uma clara alusão ao senador Bernie Sanders, que, naquele então, já ameaçava Joe Biden, que era o líder das pesquisas sobre as prévias do Partido Democrata – e que, agora, aparece bem atrás de Sanders, tanto em votos, quanto em delegados eleitos, e também nas pesquisas mais recentes, sobre as próximas prévias.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum