Fórumcast, o podcast da Fórum
23 de agosto de 2019, 10h46

Morre um dos irmãos Koch, financiadores de campanhas liberais pelo mundo

David Koch morreu aos 79 anos. Junto com Charles, eles formam os "irmãos Koch" que financiam grupos de direita no mundo. No Brasil, os magnatas do petróleo teriam impulsionado os movimentos que resultaram no golpe contra Dilma Rousseff (PT) em 2016

Os irmãos Charles e David Koch (Reprodução)

Morreu nesta sexta-feira (23) o bilionário norte-americano David Koch, que junto com o irmão, Charles, financia campanhas da extrema-direita pelo mundo. No Brasil, os irmãos Koch, como são conhecidos, financiam instituições liberais, como o Instituto Millenium, e teriam impulsionado os movimentos que resultaram no golpe parlamentar que depôs do poder a ex-presidenta Dilma Rousseff (PT).

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Segundo o jornal Público, de Portugal, David Koch estava com 79 anos e foi diagnosticado com cancro há 27 anos, quem deram a ele cinco anos de vida, de acordo com o irmão, em comunicado divulgado nesta sexta-feira. “O David gostava de dizer que uma combinação de médicos brilhantes, medicamentos estado da arte e a sua própria teimosia mantiveram o cancro quieto.”

David Koch concorreu à presidência dos EUA pelo Partido Libertário em 1980 e, junto com o irmão, é o maior financiador das campanhas republicanas no país.

Magnatas do petróleo, David e Charles financiam a Atlas Reserch Economic Fundation ou Atlas Network, que financia a propagação no mundo de ideias liberais de economistas como Von Mises – que é seguido por Paulo Guedes e Eduardo Bolsonaro no Brasil.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum