Fórumcast, o podcast da Fórum
27 de agosto de 2019, 10h13

Na Argentina, pesquisa mostra eleição quase definida a favor de Alberto Fernández e Cristina Kirchner

De acordo com levantamento, a dupla da oposição aparece com mais de 20 pontos percentuais à frente do atual presidente Mauricio Macri, vencendo ainda no primeiro turno

Foto: Reprodução

Uma nova pesquisa na Argentina, realizada pela consultoria privada Gustavo Córdoba y Asociados, aponta que as eleições presidenciais estão quase definidas a favor da chapa Alberto Fernández e Cristina Kirchner. A dupla aparece com mais de 20 pontos percentuais à frente do atual presidente Mauricio Macri.

Excluindo-se votos em branco, Fernández e Kirchner estão com 53,2% das intenções de voto, enquanto Macri recebeu 32,1%. Em um terceiro lugar, quase sem chances, está Roberto Lavagna, com 7,4% das intenções.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Caso se confirme esse cenário, Fernández vencerá no primeiro turno, em 27 de outubro. Sem excluir os votos em branco, ele tem 50,7% das intenções de voto e Macri, 30,1%.

O levantamento ainda indica que a imagem do atual presidente é ruim para os argentinos. Para 47,6%, é “muito ruim” e para 15,1% deles, “ruim”. Especialistas apontam que a aproximação com Jair Bolsonaro fez a situação de Macri piorar ainda mais.

Em contrapartida, no caso de Fernández, 39,1% dos entrevistados consideram sua imagem “muito boa” e 22,8% a avaliam como “muito ruim”.

Segundo turno

A pesquisa foi feita entre 22 e 23 de agosto e ouviu 1.200 argentinos. A margem de erro é de 2,83 pontos percentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%, conforme informa o instituto.

Em caso de um eventual segundo turno, Fernández aparece com 55,9% das intenções de voto e Macri, com 36,3%.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum