O que o brasileiro pensa?
11 de fevereiro de 2020, 14h52

Na ONU, Palestina diz que acordo do século proposto por Trump fortalece “apartheid” israelense

Declaração foi dada pelo presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, nesta terça-feira

Mahmoud Abbas | Reprodução/HispanTV

Depois do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, recuar no plano lançado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de garantir a posse dos assentamentos israelenses que não cumprem as determinações internacionais, foi a vez da Autoridade Palestina expor suas insatisfações perante a Organização das Nações Unidas (ONU).

O chamado “acordo do século”, apresentado por Trump e Netanyahu há cerca de duas semanas, foi um dos assuntos tratados pelo Conselho de Segurança da ONU – o mais alto órgão da entidade – nesta terça-feira (11). Para defender o lado palestino, esteve presente o presidente Mahmoud Abbas.

Abbas considerou que o plano é uma forma de fortalecer um “regime de ocupação e de apartheid” promovido pelo estado de Israel. “Os palestinos não aceitaram o chamado plano de paz de Trump”, declarou.

Segundo ele, o plano prevê a Palestina como “um estado fragmentado”, sem controle aéreo e marítimo. “Não aceitamos esse plano porque Jerusalém Oriental não faria parte da Palestina e isso já é suficiente para recusá-lo”, disse ainda.

Com informações do HispanTV e da RFI


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum