#Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de outubro de 2019, 13h38

Negociatas de Bolsonaro garantem eleição do Brasil para o Conselho de Direitos Humanos da ONU

Em meio às negociatas promovidas por Bolsonaro, os diplomatas evitaram até mesmo as criticas costumeiras à Venezuela, uma das rivais na disputa

Foto: Reprodução/Youtube

Negociatas e acordos políticos garantiram ao governo Jair Bolsonaro a eleição para que o Brasil garantisse mais um mandato no Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) nesta quinta-feira (17).

Em meio às negociatas promovidas por Bolsonaro, os diplomatas evitaram até mesmo as criticas costumeiras à Venezuela, uma das rivais na disputa.

No resultado anunciado pela Assembleia Geral da ONU, o Brasil somou 153 votos, contra 105 da Venezuela. Pelas regras, países precisavam de pelo menos 97 votos. A Costa Rica, que entrou na disputa somente na semana passada, ficou de fora com 96 votos.

Segundo o blog do jornalista Jamil Chade, boa parte dos votos foi conseguido de forma puramente política, como no caso do apoio da França, que apoiou o Brasil no Conselho, em troca de um voto do Itamaraty para que um candidato de Emmanuel Macron fosse eleito em outro organismo internacional.

Com a eleição, Bolsonaro deve priorizar no organismo a promoção dos valores cristãos, do entendimento de que só existe sexo biológico e da família tradicional composta por um homem e uma mulher no lugar de bandeiras em defesa das minorias.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum