Netanyahu: “as mulheres são como os animais, mas com direitos”

Premiê israelense, um dos maiores aliados internacionais de Jair Bolsonaro, fez discurso para criticar a violência contra mulher, mas acabou se embananando com as palavras

Era uma tarde de segunda-feira (23) em Israel, e na cidade de Tel Aviv se realizou uma cerimônia pelo Dia Internacional da Eliminação da Violência contra a Mulher – que se celebra no dia 25 de novembro –, que contou com a presença do premiê Benjamin Netanyahu, que transformou o evento em notícia com um discurso carregado de declarações controversas.

“A mulher não é um bicho que você pode bater, e se hoje nós defendemos que não se pode bater nos animais, se temos compaixão pelos animais, as mulheres são como os animais, as crianças são como os animais, mas com direitos”, explicou o chefe de governo israelense, um dos principais aliados internacionais do presidente brasileiro Jair Bolsonaro.

Após a repercussão da declaração, o governo de Israel emitiu uma nota para tentar esclarecer as palavras de Netanyahu.

“O primeiro-ministro Netanyahu falou do fundo do seu coração sobre os direitos das mulheres e contra qualquer tipo de violência contra elas. A comparação com os animais se apenas em um simples exemplo sobre a questão do abuso, em um pequeno trecho de seu discurso, referindo-se ao fato de que qualquer tipo de crueldade é condenável, mas de forma alguma pretendendo compará-los com as mulheres”, argumenta o comunicado.

Segundo o jornal The Times of Israel, o país registrou um aumento no número de feminicídios e de casos de violência de gênero durante o período de confinamento pela pandemia do coronavírus, o que provocou manifestações do movimento feminista.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR